O objetivo é minimizar o impacto das alterações cognitivas, cerebrais e comportamentais na autonomia do paciente para as atividades diárias, além de auxiliar na sua reinserção social, acadêmica e profissional, tendo em vista que investiga o perfil de funcionamento cognitivo, presença de queixas de aprendizagem e comportamentais, com impacto na vida diária da criança ou do adolescente e comportamental na presença de queixas cognitivas e de desempenho ocupacional e na vida diária do adulto e idoso.